Para os profissionais do direito que atuam como autoridades emissoras, o principal desafio em relação à DEI é descobrir como preencher corretamente o formulário de a DEI e todos os seus anexos. As novas diretrizes preparadas pelo Conselho do Grupo de Trabalho da UE sobre Cooperação Judiciária em Matéria Penal (COPEN), publicadas em janeiro de 2020, concentram-se exatamente nessa questão.

O maior problema com essas diretrizes, que já estão disponíveis no site da EJN, é a barreira linguística. Atualmente, não estão traduzidos em muitas línguas da UE. No entanto, consta na exposição de motivos que “pretende-se que a versão eletrónica dos formulários e das orientações esteja disponível em 23 línguas da UE”. Assim, dentro de um ou dois anos, prevemos que estas serão as diretrizes mais amplamente utilizadas para os profissionais e esperamos que sejam atualizadas no futuro para refletir um maior desenvolvimento da DEI.